sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

Debentures - BNDEs

Aproveitando a pergunta que o Mateus Braga me fez logo abaixo... Vou dar meu pitaco...
O que são especificamente essas debêntures?
Trata-se de uma dívida de longo prazo da BNDESpar. Os credores, pulverizados, serão pequenos e médios investidores. Eles receberão juros anuais e poderão revender os papéis se desejarem - resgatar antes do vencimento.
Há três componentes para calcularmos o rendimento: correção pela inflação medida pelo IPCA; pagamento de juros anuais fixos de 6% e o desconto a ser obtido na aquisição da debênture.
Se cada uma das debêntures for vendida com um desconto (por exemplo) de 10%, você poderá adquiri-la pelo valor nominal de R$ 1.000,00 pagando R$900,00 cada, o que representa a uma remuneração real, ou seja, acima do IPCA, de aproximadamente 8,5% ao ano.
Com isso, o BNDESpar anseia captar recursos e estimular o desenvolvimentodo mercado de dívida privada. Nos países mais desenvolvidos, é muito comum poupadores comprarem papéis de grandes empresas que costumam pagar bem mais do que o Tesouro Nacional. No Brasil, esse mercado ainda é muito pequeno e estamos dando os primeiros passos.Você nessa aquisição, poderá estipular o preço máximo que aceita pagar. Seu pedido de reserva só será aceito caso o preço final do leilão for igual ou menor ao preço determinado por você.
O vencimento final será em 15 de janeiro de 2012, porém você poderá negocia-la antecipadamente pelo preço do dia.
Mas respondendo sua pergunta se vale a pena...
Uma decisão muito pessoal, que creio, serve como alternativa de diversificação de "risco". Vejo como uma boa proposta para o LONGO PRAZO... poderia até encará-la como uma "Previdência" . Penso que um bom nível de "desconto" tem que ser no mínimo de 10%, caso contrário, o próprio Tesouro Direto hoje nos oferece melhor remuneração.
O imposto de Renda incidente é a tradicional escala cronológia para Renda Fixa e tem que se atentar para a taxa de administração que os grandes Bancos estão querendo morder...
Ambas as aplicações (Titulos do Governo e Debentures) são garantidas, porém os papeis governamentais ainda estão com um prêmio melhor e portanto um melhor lucro para o investidor.
Sempre lembrando que não vejo a Debenture como um ativo especulativo para o curto prazo.

5 comentários:

Seagull disse...

Muito boa a explanação, Banco!

Só corrigi a questão do IR.
A tabela regressiva (ou escala cronológica como vc falou) é aplicada para a RF. Creio ser o caso dos papéis comentados, que mesmo sendo uma cesta de debêntures de empresas privadas, não são ativos negociados em bolsa, portanto não se enquadram nos 15% da renda variável.

No mais, tomei a liberdade de transcrever seu texto no Seagull Trading, atendendo a varios questionamentos que venho recebendo, pela clareza com que expõe a sua visão do investimento e em nada mais poderia eu acrescentar.

Grande abraço. ^v^

Elucubrações Grafistas disse...

Seagull meu amigo...
Grato por sua chamada...veja abaixo o trecho do prospecto de lancamento :
"Tributos:
Há incidência de tributos sobre os recursos financeiros referentes aos rendimentos recebidos. Os tributos cobrados serão os mesmos que incidem sobre as operações de renda fixa, ou seja, Imposto de Renda incidente na fonte sobre os rendimentos dos títulos e, apenas caso os investidores vendam as debêntures antes de 30 dias, IOF sobre o valor aplicado. Lembramos, que haverá incidência de CPMF caso os recursos utilizados para o pagamento das debêntures não estejam em sua conta investimento.
As alíquotas de IRF atualmente incidentes sobre os rendimentos são as seguintes
(conforme Lei nº 11.033, de 21 de dezembro de 2004):
0 a 180 dias = 22,5%
181 a 360 dias = 20%
361 a 720 dias = 17,5%
acima de 720 dias = 15%

Você receberá os rendimentos das Debêntures BNDESPAR diretamente em sua conta corrente cadastrada em seu Agente de Custódia, já deduzidos dos impostos devidos, que serão retidos e recolhidos pelo Agente de Custódia utilizado pelo investidor na CBLC ou pela Instituição Depositária.
Anualmente, você receberá, por correio enviado pela CBLC (ou pela Instituição Depositária), um Informe Anual de Rendimentos para preenchimento da Declaração Anual de Imposto de Renda. Os investidores não dispensados de apresentação da Declaração Anual de Imposto de Renda, devem informar os rendimentos auferidos com as Debêntures BNDESPAR (já tributados na fonte, conforme dito acima) no campo de Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva, sem recolhimento adicional ou compensação com outros tributos. Os saldos da aplicação ao final de cada exercício devem ser informados nos campos da Declaração de Bens e Direitos. No caso dos investidores que apresentem Declaração Anual de Isento DAI, os investimentos em debêntures não serão objeto de declaração específica."

Seagull disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Seagull disse...

Eles usaram um artifício para que apenas 15% de IR seja cobrado, pagando a primeira parcela dos juros só em 2009.

Com isso, nos 2 primeiros anos, o investidor que precisar resgatar suas debêntures vai fazer jus exclusivamente ao IPCA, o que reforça a idéia de aplicação para LP.

Abs ^v^

Mateus Braga disse...

Obrigado, Banco
Seu texto foi bastante esclarecedor.
Espero que continue publicando posts assim.
Abraço

Dúvidas ou Sugestões ???

Fique a vontade pra me mandar uma mensagem:
bancotario@hotmail.com