quinta-feira, 14 de junho de 2007

O "X " da questão!!!

Com mercado nas alturas (o céu é o limite...), Petro atingindo seu topo histórico e a Vale bem recuperada, uma colocação feita por um colega merece espaço para debate:

Devemos comprar no rompimento ou vender na resistência?

A dúvida vai além: podemos considerar uma resistência rompida pela sua simples superação, ou convém esperar pelo teste como suporte?

" Particularmente eu só considero uma resistência definitivamente rompida depois que ela é testada como suporte, e vice-e-versa.

Existem os falsos rompimentos, muito comuns, que acabam causando perdas para os mais afoitos. São os chamados "violinos"...

Por isso, conservativamente, é sempre bom aguardar pela confirmação no pullback.

Tem muita gente que trabalha em cima destes rompimentos (MN parece ser um deles), outros preferem vender nas resistências para comprar em suportes. O que é certo? Aquilo que traz lucro na operação... e tudo depende do mercado!

Tentam criar regras, mas estas nunca terão total eficácia em RV... e entre erros e acertos, tudo é válido desde que saldo fique sempre no positivo. Isto é o que importa."

Mas é um assunto para muita discussão... quem se habilita a opinar? ^v^

http://www.seagulltrading.com

2 comentários:

wilson disse...

acho que em renda variável é impossível acertar sempre,
então a questão se é melhor comprar suporte ou vender resistência é uma pergunta sem resposta.

Anônimo disse...

Não sou grafista.

Melhor, não sou grafista!

Se rompe, se toca, se corta, se vai ou não, é tudo muito estranho.

Petr não é o principal, é acessório. ( isso é linguagem dos poderosos, Direito)

O acessório acompanha o principal.

Não é melhor analisar o petróleo?

Aliás, Hamilton venceu novemente, com a minha torcida.

Pimon

Dúvidas ou Sugestões ???

Fique a vontade pra me mandar uma mensagem:
bancotario@hotmail.com