segunda-feira, 1 de junho de 2009

O menino e a "pipa"...

Ás vezes deixamos de fazer o que gostaríamos de fazer por vários motivos: por falta de tempo, por falta de dinheiro, por um problema de saúde ou por tantos outros motivos.

Porém, nunca é tarde para fazermos aquilo que nos faz bem e que tanto desejamos.Veja esta história real!

Havia um garotinho que morava em um bairro nobre e da janela da sala de sua casa, via os amiguinhos maiores brincado de empinar pipas.

Ele olhava as pipas tremulando no ar, enquanto os meninos competiam para ver quem conseguia empinar mais alto suas pipas.

Ele pensava:" - Quando eu crescer, vou trabalhar, ganhar dinheiro e comprar uma pipa bem bonita com muitos metros de linha, porque quero empinar minha pipa bem mais alto que as dos meus amigos."

Os anos foram passando, o menino foi crescendo e sempre sonhando com a maior e mais bela pipa voando mais alto. Até que o menino cresceu,trabalhou e ganhou dinheiro suficiente para comprar a tão sonhada pipa.

Porém, os amigos aconselharam a comprar uma bola de futebol em vez de uma pipa. Com a bola poderia brincar com vários amigos e ela não seria levada pelo vento, enquanto que a pipa sim. E mais, com a pipa teria que brincar sozinho já que as crianças daquela região não tinham costume de brincar de empinar pipa.

O menino aceitou o conselho dos amigos e comprou a bola. Com a bola fez muitos amigos, algumas briguinhas... mas isso é coisa de criança mesmo!

O tempo passou, o menino cresceu, a bola furou e o sonho de empinar pipa ficou distante... Agora já era um jovem e empinar pipa era coisa de criança. afinal, o que os amigos iria dezer se o vissem empinando pipa?


Porém, o sonho não saia de sua mente principalmente quando jogava bola ou via um menino brincando com uma pipa. Passaram-se mais de vinte anos, quando então já era um executivo de carreira em uma grande empresa e resolveu jogar por terra todos os preconceitos e foi sentir a sensação de empinar uma pipa. Enquanto ele brincava empinando sua pipa cada vez mais alta e vendo-a tremular com o vento, ele se sentia uma criança realizando o seu grande sonho. E se perguntava:" - Por que demorei tanto tempo para empinar uma pipa?

Por que fui ouvir o conselho dos outros e comprei uma bola e não a minha pipa? Por que deixei a vergonha tomar conta de mim e não fiz antes o que estou fazendo agora?"

De tudo isso ele tirou algumas liçôes:

1º- Faça sempre com responsabilidade aquilo que gosta de fazer.
2º- Nunca é tarde para fazer aquilo que se deixou de fazer no passado.
3º- O menino sempre sonhou em sentir o prazer de empinar uma pipa, mas só sentiu o prazer quando depois de adulto, teve coragem de se tornar criança e empinar a pipa.

Portanto: Se você tem vontade de andar na chuva, ande na chuva. Se você tem vontade de jogar bola com as crianças, jogue bola com as crianças.

Jogue o preconceito no lixo e faça tudo que o faz feliz. Afinal, você só vai fazer o outro feliz se você estiver feliz.

Pense nisso e boa sorte.

Fonte: http://www.administradores.com.br/artigos/o_menino_e_a_pipa/26347/

2 comentários:

Anônimo disse...

The Big Marco Antonio!

Tenho feito isso há algum tempo, não integral, mas em sua maior parte.

As vezes as pessoas ficam ácidas talvz por ciúmes ou invejas. Mas quem tem gostado é minha filha que a gente faz uma zona e as advogadas no balcão do cartório, onde eu me divirto o dia todo!

Abraço e boa sorte.

Cuidado com a invertida de hj, alias possível.....rssss

Scarassatti

Bancotario disse...

hehehe... é MARCO AURELIO... mas vc é de casa, Scarassatti ! Gde abraço

Dúvidas ou Sugestões ???

Fique a vontade pra me mandar uma mensagem:
bancotario@hotmail.com